II Festival Filosófico de Desenhos Animados

Nos dias 22 e 23 de janeiro, sábado e domingo acontece o II Festival Filosófico de Desenhos Animados. O evento é promovido por Nova Acrópole e segundo a Professora Kelly Aguiar, diretora de Nova Acrópole,  o conteúdo de muitos desenhos animados é inspirado em contos e mitos – histórias que guardam em seus símbolos ideias atemporais que apresentam  extremo valor para  a vida do homem.

O festival  exibirá  sessões de desenhos selecionados, seguidas de comentários filosóficos sobre os mesmos. Nas noites do festival haverá a Sessão Anime; nas tardes, a Sessão Walt Disney e a Mitologia; no domingo pela manhã a Sessão Super-Heróis. Confira abaixo a programação completa:

II Festival Filosófico de Desenhos Animados

22/01 (Sábado)

16h –  Hércules

Enredo: O clássico longa-metragem da Disney conta a história de Hércules, filho de Zeus e Hera, herói que passa por uma série de provas com o intuito de tornar-se divino.
Reflexões Filosóficas: O simbolismo clássico desta obra é a odisséia interior, a série de provas pelas quais um ser humano pode passar para ser o melhor de si mesmo.

20h –  Os Cavaleiros do Zodíaco, saga Asgard

Enredo: A série responsável pela popularização dos Animes no Brasil conta a missão da deusa Atena de proteger a Terra com a ajuda de seus cavaleiros. Cavaleiros de ouro, prata e bronze, regidos por constelações, lutam por Atena para estabelecer a paz, a justiça e o amor. Mas, para tanto, precisam passar por treinamentos e batalhas que lhes farão dignos de se revestirem de armaduras, expandirem seus cosmos e despertarem seus sentidos sutis. Na Saga Asgard, Hilda de Polaris é a representante do deus Odin na Terra, tendo como missão garantir a paz em Asgard. No entanto, após receber de Poseidon o Anel do Nibelungo, Hilda passa a seguir ordens do deus grego, declarando guerra a Atena.
Reflexões Filosóficas: Esta série animada oferece muitos conhecimentos sobre mitologia grega. Na Grécia, Atena é a deusa da guerra interior, que conduz à sabedoria, a guerra que se dá entre as virtudes e defeitos que vivem dentro de todo ser humano. Filósofo é todo aquele que se propõe a esta guerra interior por amor à sabedoria, assim, como os cavaleiros que guerreiam em nome da deusa. À medida que vencemos nossos defeitos, despertam em nós virtudes que até então se encontravam latentes, o que nos possibilita viver a vida com mais poder, tais quais cavaleiros que se vestem de armaduras que ampliam suas capacidades.

23/01 (Domingo)

10h –  As Aventuras de Tintin

Enredo: A aclamada série de estórias em quadrinhos lançadas pelo autor belga Georges Prosper Remi, mais conhecido como Hergé, em 1929 e também transformada em desenho animado conta a história de um jovem repórter belga que passa por diversas aventuras, solucionando casos, sempre em busca da justiça e da lei.

Reflexão Filosófica: TINTIN é um modelo de herói,  defende as causas justas e difícies, se relaciona bem com todos os tipos de pessoas, é nobre , dignifica os amigos que tem e está sempre calmo e sereno.

16h –  Mulan

Enredo: O clássico da Disney de 1998, inspirado na obra da literatura chinesa “Poema de Mulan”. A história se processa em 450 D.C., quando os Hunos, liderados por Shan-Yu invadem a China Imperial em repudia à construção da Grande Muralha da China. A jovem Fa-Mulan se disfarça de homem para proteger seu pai e vai à Guerra, recebendo auxílio  dos peculiares ancestrais da família para não ser descoberta e desonrar a família e ser condenada por traição.
Reflexão Filosófica: O longa metragem proporciona reflexões a despeito do Confucionismo, demonstra a estrutura da China Imperial e sua bela estrutura de ordem em seu sentido mais verdadeiro, próximo ao dever e à Justiça. Coloca lado a lado um Estado liderado e estruturado na tirania e um Estado baseado no poder do mais sábio. Além disso são apresentadas chaves de valor, honra, aceitação e autoconstrução.

20h –  Princesa Mononoke

Enredo: A animação japonesa dirigida por  Hayao Miyazaki acontece no Japão da Era Muromachi, um tempo em que homens, deuses e feras conviviam diretamente e conta a história do príncipe Ashitaka, que é ferido por um demônio e cujo “mal” vai se espalhando por seu corpo. Ashitaka parte de sua aldeia pra encontrar uma cura para o seu mal.
Longe dali ele conhece uma aldeia onde os habitantes eram mineradores e destruiam a floresta para obter o que queriam.   Na floresta viviam o espírito da floresta, ou deuses animais e toda a vida física e metafísica que há numa floresta. Os deuses lobos adotaram uma menina, San, a princesa Mononoke, que vai lutar contra os homens para que os seres da floresta continuem a viver. O principe conhece Mononoke e a ajudará neste trabalho.

Reflexões Filosóficas: O filme traz muitos eixos simbólicos clássicos:  heróis adotados por animais, heróis que sofrem maldições, heróis que passam por uma série de aprendizados para se curar. Entretanto, absolutamente evidente se faz a idéia de uma inteligência por traz da natureza, uma essência metafísica interligada a todo físico, sendo a morte física da natureza associada a algo mais profundo, a morte destes seres metafísicos inteligentes.

II Festival de Desenhos Animados

Quando: 22 e 23 de janeiro

Onde: Nova Acrópole Manaus, localizada na rua Teresina, 75, Adrianópolis (próximo ao restaurante Banzeiro)

Quanto: grátis

Informações: 3213 4449/8235 3930 ou por email manaus@acropole.org.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: