Manaus Comic Con: Quadrinhos no Cinema

Cinema nada mais é do que quadrinhos em sequência. Foi com essa analogia que o escritor Alexandre Callari deu o pontapé na palestra “Super-Heróis no Cinema: a história deste subgênero desde a década de 30, culminando nas produções atuais”, realizada no último dia (10) do Manaus Comic Con. Como não poderia deixar de ser, Callari iniciou o discurso contando um pouco sobre a história dos quadrinhos desde a chamada “década de ouro”, marcada pelo surgimento do Super Homem e Batman, até a atual safra hollywoodiana que encontrou nos quadrinhos a sua nova fonte de ouro.

Mesmo pequeno, o público interagiu com o editor do site Pipoca e Nanquim

Mas engana-se quem pensa que só o cinema atual se alimenta da arte sequencial.  Na palestra o autor do récem-lançado livro Quadrinhos no Cinema destacou o filme Flash Gordon, de 1936, como uma das primeiras produções  inspiradas nas histórias em quadrinhos. Ainda na lista de filmes bons e antigos, Alexandre definiu como “irretocável” o primeiro filme do Superman, que trazia em seu elenco o então novato Christopher Reeves no papel principal e atores reconhecidos do público como Marlon Bando em papéis secundários.

Outro ponto que Alexandre considera importante para que uma adaptação seja bem sucedida nas telonas é que seja dirigida por um grande nome: “Bons filmes tem em comum bons diretores” afirma. Mesmo com Michael Keaton vivendo o homem morcego, o Batman de Tim Burton é, segundo Callari, o filme que colocou as adaptações de quadrinhos de volta ao caminho certo, já que vinham de fiascos como as sequências do já citado Superman e Conan.

Para o escritor, um dos problemas que as produções recentes apresentam é a tentativa de explicar a  origem dos super heróis, como mostra o quicante vídeo abaixo:

Callari acredita que essa fase de adaptações deve durar por um bom tempo, pois há uma série de filmes baseados em quadrinhos que estão em fase de produção como por exemplo Os Vingadores e a tão esperada sequência de Batman, dirigido por Christopher Nolan, que segundo Alexandre dirigiu a melhor adaptação já feita dos quadrinhos para o cinema: Cavaleiro das Trevas. A gente concorda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: