Da série “Vale a pena ler de novo”

Através de pesquisas, os Irmãos Grimm eternizaram histórias que povoaram o imaginário infantil de muita gente. Branca de Neve, João e Maria e Chapeuzinho Vermelho são alguns exemplos de histórias que a dupla registrou. As fábulas catalogadas pelos Grimm não tinham apenas o lado fofo que a Disney adaptou em seus filmes, onde todos vivem “felizes para sempre” para que as pessoas consumissem sorrindo. Eram histórias que mostravam o lado perverso das pessoas a fim de obterem o que queriam.

Lançado em 2007 pela Desiderata, Irmãos Grimm em Quadrinhos, livro que  reúne quatorze histórias  dos Grimm retratada por quadrinistas brasileiros como Fábio Lyra , Daniel Og,  Claúdio Mor, Rafael Coutinho e outros.

Apesar das histórias dos Grimm já terem diversas adaptações tanto para cinema e até mesmo em outras histórias em quadrinhos, esta edição da Desiderata se destaca pela variedade de estilos de desenhos.  O traço  “tosco” de Rafael Sica acaba deixando cômica a história de João Sortudo, um pobre trabalhador que, por ser ingênuo demais, é lesado constantemente pelos outros em seu retorno para casa.  A narrativa de algumas histórias é outro ponto favorável à HQ.  Em “Branca de Neve”,  Rafael Coutinho construiu quadros com textos “secos”  que deram o tom necessário para reinventar a conhecida história.

Se você é daqueles que buscam conhecer um pouco mais sobre algo que lhe é mostrado,  procure ler (ou reler) Irmãos Grimm em Quadrinhos, pois mesmo que seus contos sejam mundialmente conhecidos, esta HQ resgata o enredo original das histórias e não tem Walt Disney que conte o contrário.

%d blogueiros gostam disto: