8º Sketchcrawl Manaus

O Maodita pode estar num momento de hiato, mas nem por isso deixa de apoiar mais um Sketchcrawl. Não esqueça de levar seu lápis, papel e aproveite o encontro para fazer novas amizades e, é claro, desenhar!

Cartaz do evento contou com a ilustração do artista Deivison Carvalho

Agende: 6º SketchCrawl Manaus

No  próximo sábado (15) Manaus terá mais um SktechCrawl. O encontro de desenhistas chega à sexta edição e será realizado no Parque dos Bilhares, zona centro-sul da cidade. Para participar é muito simples: basta levar seu material básico de desenho (papel, lápis e borracha) e voilá!

Quem quiser ficar por dentro das discussões do SketchCrawl Manaus basta acompanhar o grupo  no Facebook. Para ver o que rolou na edição passada do evento, é só dar um clique  aqui.

6º SketchCrawl Manaus

Quando: 15 de outubro, a partir das 16h

Onde: Parque dos Bilhares

Quanto: grátis

Agende: Oficina de desenho

O artista plástico colombiano Adilberto Mora ministrará uma oficina prática de desenho de rostos no período de 3 a 7 de outubro, no Espaço Cultural Valer. O artista plástico já percorreu dezenas de cidades brasileiras ministrando cursos e repassando seus conhecimentos adquiridos em mais de 40 anos de experiência com desenhos de rostos humanos. A oficina é destinada a qualquer pessoa interessada em desenho. O método foi desenvolvido pelo próprio artista, composto de exercícios de soltura das mãos, exercício para cabelo, sobrancelhas, olhos, narizes, bocas e proporções de cabeça.

Adilberto Mora nasceu em Granada, na Colômbia, e dedica-se ao desenho desde sete anos de idade. Estudou no Instituto da Cultura da Cidade de Cúcuta, iniciando sua carreira profissional aos 17 anos preparando exposições constantes de seus retratos em diferentes países sul-americanos e na Europa. Dedicando-se ao ensino desde seus 35, criou técnicas rápidas e dirigidas. Em Manaus, ministrará uma oficina intensiva de 10 horas com início no dia 3 até o dia 7 do mês de outubro. Serão aulas práticas, nas quais as pessoas poderão aprender as técnicas que estimulam o lado direito do cérebro, local responsável pela parte criativa e imaginativa do indivíduo.As aulas serão ministradas em dois períodos (tarde e noite), com turmas distintas de no máximo 20 integrantes.

Turma 1: das 14h às 16h

Turma 2: das 18h30 às 20h30.

Os interessados podem obter mais informações pelos telefones: (92) 3635-1324 ou 8170-8175. Ao final do curso, os participantes receberão certificado emitido pelo Instituto Nacional Valer de Cultura.

  • Período de realização: De 03/10/2011 a 07/10/2011.
  • Local para realização: Espaço Cultural Valer (Rua Ramos Ferreira, 1195 – Centro)
  • Investimento por aluno: R$ 100,00.

SketchCrawl no Largo São Sebastião

No sábado, 23 de julho, aconteceu a quinta edição do SketchCrawl em Manaus. Cerca de  3o pessoas participaram do evento e além de desenhar, aproveitaram para fazer novas amizades. Confira o vídeo:

Agende: 5º SketchCrawl Manaus

O SketchCrawl está de volta! E para celebrar 1 ano do evento em Manaus, o encontro de desenhistas volta ao lugar da primeira reunião: o largo de São Sebastião, no centro da cidade. Para participar é muito simples; basta levar seu papel, lápis, deixar a vergonha de lado e rabiscar à vontade, pois o evento é aberto para todos que gostam de desenhar.

Se interessou e quer saber mais sobre o encontro? Acompanhe as discussões do SketchCrawl Manaus no blog e no grupo do Facebook. Aproveita e confirma presença na página do evento!

5º SketchCrawl Manaus

Quando: 23 de julho, a partir das 16h

Onde: Largo São Sebastião

Quanto: grátis

Vagas para cursos de artes em Manaus

O Liceu de Artes e Ofícios Claúdio Santoro  está com inscrições abertas para alguns cursos de Artes Plásticas e de Teatro. As inscrições são realizadas no Bloco F – Administração, Setor de Informações, no Centro de Convenções – Sambódromo, no horário de 08:00 às 12:00 horas e das 14:00 às 17:00 horas.

Núcleo de Artes Plásticas:

Curso Básico de Pintura e Desenho

O curso tem por objetivo desenvolver as técnicas básicas de pintura e desenho, trabalhando as possibilidades e os efeitos técnicos que a pintura e o desenho permitem, aliando os lados criativos, expressivos e técnicos.

Período do curso: Abril a Junho

Público Alvo: a partir de 14 anos

Horário: Ter/Qui/Sex 14/17 h

Nº Vagas: 20

Professor: Nelson Falcão de Souza

Pintura em Tela

O curso tem como proposta a descoberta das opções e possibilidades que a pintura permite, desenvolvendo a capacidade técnica, como a manipulação de cor, valor e textura, sendo abordadas questões de conteúdo e representação.

Período do curso: Abril a Junho

Público Alvo: a partir de 14 anos

Horário: Ter/Qui/Sex 14/17 h

Nº Vagas: 40

Professor: Manaus

 Curso de Caricatura

Tem como proposta ensinar a arte de se criar cartuns e caricaturas aos iniciantes interessados, ensinando a arte e a técnica da elaboração de caricaturas, com exercícios de criação de personagens, distorção de rostos, e o uso de humor.

Período do curso: Abril a Junho

Público Alvo: 08 a 12 anos

Horário: Ter/Qui/Sex 08/11 h

Nº Vagas: 40

Professor: Gilmar Melo

Núcleo de Teatro:

Teatro de Bonecos

O curso propõe a realização de pesquisa e experimentação em torno de seus materiais e dos métodos de construção, manipulação, dramaturgia do teatro de bonecos.

Período do curso: Abril a Junho

Público Alvo: a partir de 13 anos

Horário: Seg/Qua/Sex 14/17 h

Nº Vagas: 25

Professor: Nonato Tavares

Maiores informações nos telefones: 3232-2440 / 3232-2488 ou pelo e-mail: secretaria.liceu@culturamazonas.am.gov.br.

Uma lua no céu, 10 pãezinhos na mesa pt.3

Acompanhe a  tão esperada parte final da entrevista com os quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá.

Daytripper, Manaus e o futuro

O último trabalho de vocês, Daytripper, está fazendo muito sucesso nos Estados Unidos e na Austrália. Sobre o que se trata a história e quando ela será lançada no Brasil?

Gabriel Bá – O Daytripper é uma história sobre um cara chamado Brás que quer ser escritor. Contamos a história mostrando vários momentos na vida dele que foram importantes para ele se tornar o homem que ele é, momentos que construíram seu caráter. Queríamos trabalhar com a ideia de que qualquer momento na sua vida pode ser importante pra você. Não precisa ser um super acontecimento global, às vezes terminar um relacionamento pode ser algo que vai mudar sua vida dali pra frente. Ou conhecer uma pessoa. Ou publicar um livro, sua vida vai mudar antes ou depois, você começa a enxergar de outro jeito. Como as coisas que acontecem na sua vida vão te transformando e vão construindo sua personalidade. Basicamente, é isso.

Nas  histórias  vocês costumam captar a aura, essência de uma cidade. Como é esse processo?

Fábio Moon – A gente começou focando em São Paulo porque era a realidade que conhecíamos.

GB – Sempre gostamos de autores que usam o cenário para ajudar a história. Quando éramos moleques, lemos o Edifício do Will Eisner. A gente também adorava as histórias do Laerte, porque elas se passavam em São Paulo e nós conhecíamos as ruas, casas e calçadas. Então isso nos influenciou muito, de como você pode agradar o leitor se você caprichar no cenário, colocar um lugar que ele reconheça, pois ajuda o leitor a entrar na história. Sempre pensamos em lugares que façam sentido na história que estamos contando. Quando você trabalha bem o lugar, cria uma camada que pode ser tão interessante quanto o personagem criado.

Durante a pesquisa para produção da Daytripper vocês estiveram em Salvador, cidade na qual se passa a segunda parte da história. Essa experiência deu certo? Ajudou na narrativa?

FM – Não é uma prática comum, mas acho que faz a diferença às vezes. Depende de onde você vai, do que a cidade vai fazer parte da história. Eu acho que fez diferença no Daytripper… a gente pretende fazer sempre que achar que é necessário… (risos)

GB – Estamos em Manaus… (risos) e não só à turismo…

FM – Tem que ter um propósito, porque senão acabamos usando apenas o cartão postal da cidade que a gente não mora, não conhece. E aí depende do propósito, se for só o cartão-postal, tudo bem. Mas se for algo que precise de uma intimidade maior com a geografia da cidade, com o jeito que as coisas acontecem, aí faz diferença.

Se fossem escolher alguma cidade brasileira para aparecer em um futuro quadrinho, qual seria?

GB – Viemos para Manaus para isso, vamos para São Luís, no Maranhão para isso, então… pretendemos ir para o Rio para isso… então.. não sei…

E essa vinda para Manaus e São Luiz vai ser vir para a mesma história?

FM – Ah, isso é segredo (risos). Fazer quadrinhos demora muito tempo, então, como nenhum dos nossos projetos vai sair nos próximos dois anos, nós achamos que divulgar uma coisa numa notícia que só sai daqui a dois anos, não funciona. Já ficamos sem jeito de falar de Daytripper que só sai no fim de agosto… por isso não entramos em detalhe dos projetos futuros porque senão as pessoas esquecem…

E os próximos projetos? No que vocês trabalharão durante 2011?

FM – No Brasil nada sai novo em menos de dois anos, quer dizer Daytripper é lançado no Brasil em Agosto.

GB – Para fora do Brasil tem um Casanova novo, que deve sair em setembro nos Estados Unidos.

____

A equipe do Maodita agradece imensamente  a Gabriel Bá e Fábio Moon não só pela entrevista, mas também por nos presentearem com  histórias que sempre são mais do que personagens e cenários. São sentimentos.

P.S. Durante o 1º Encontro Quadrinhos na Cia, que aconteceu no sábado, 21 de maio de 2011, Gabriel Bá e Fábio Moon abriram o jogo e revelaram que estão adaptando para os quadrinhos a obra  Dois Irmãos, do amazonense Milton Hatoum.

Parte 1

Parte 2

%d blogueiros gostam disto: